Será que as escolas matam a criatividade?

Para quem ainda não conhece, o genial Sir Ken Robinson é um educador Inglês, que tem idéias e filosofias muito interessantes a respeito do papel da escola e do professor na vida dos estudantes.

Esta, para mim é uma das melhores palestras do TED. Vale à pena assistir e refletir.

 

facebooktwittergoogle_plusredditlinkedinfacebooktwittergoogle_plusredditlinkedin

Cuboz e as Escolas de Samba

Você deve estar se perguntando o que há de comum entre uma Rede Social de Troca de Conhecimento e uma Escola de Samba?

Pois saiba que há muito em comum.

As Escolas de Samba são Comunidades de Prática, o que significa que são grupos de pessoas que possuem o mesmo interesse e reúnem-se para praticar, trocar conhecimento e aprender umas com as outras. São ambientes de aprendizado super bem organizados pelos próprios membros da comunidade.

As Redes do Cuboz são comunidades de prática do mundo virtual.  Assim como nas Escolas de Samba, o Cuboz conecta e permite que pessoas com o mesmo interesse reúnam-se em grupos para trocar conhecimento e aprender umas com as outras.

Para que você possa entender melhor como isso funciona, disponibilizamos abaixo uma apresentação de slides.

 

 

Eu e o Beno, sócios fundadores do Cuboz fomos à campo para ver de pertinho como funcionam as Escolas de Samba e nos surpreendemos com tamanha organização e disciplina que se consegue em um ambiente auto-organizado.

Paola e Beno Cuboz Império

Fomos muito bem recebidos, nos sentimos à vontade para começar apenas observando e imitando alguns passos. Em dois ensaios já sabíamos o samba e a coreografia, em 1 mês já estávamos ensinando e motivando os novos membros que estavam chegando. Como no Cuboz, nas Escolas de Samba os próprios membros encarregam-se de reunirem-se em grupos e aprender uns com os outros. Os mentores (mestres e organizadores) guiam o aprendizado e todos saem da experiência sabendo mais do que quando entraram.

Adoramos e agradecemos ao pessoal da Império de Casa Verde, em especial ao Jorge, Bruno, Cláudio e Regiane pela experiência maravilhosa que tivemos.

O Jorge Freitas nos mostrou e explicou como funciona tudo lá dentro. É um trabalho que só poderia ser feito por pessoas que estão lá porque amam o carnaval e o espírito de comunidade.

Quem venham os desfiles!…

 

facebooktwittergoogle_plusredditlinkedinfacebooktwittergoogle_plusredditlinkedin

O Futuro da Educação – Sugata Mitra – Aprendizado na Nuvem

Olá, ninjas!

O cuboz.com é um Ambiente de Aprendizado Auto-Organizado.

Não faz idéia do que é isso? Sem problemas, nós também não fazíamos antes de conhecer o trabalho do professor Sugata Mitra, que foi uma de nossas maiores inspirações para desenvolver o cuboz.com.

Baiscamente, nós acreditamos na auto-organização da educação e que se permitirmos que o processo de educação se auto-organize o aprendizado vai surgir de forma orgânica.

Se quiser saber mais sobre como funcionam os Ambientes de Aprendizado Auto-Organizado e ouvir às histórias fantásticas do professor Sugata Mitra, assista à palestra que ele fez para o TED Talk:

 

Eu ativei as legendas em português, mas caso você não esteja conseguindo visualizar, você pode assistir diretamente no site do TED:  http://www.ted.com/talks/sugata_mitra_build_a_school_in_the_cloud?language=pt-br

Sugata Mitra é professor de Tecnologia Educacional da Faculdade de Educação, Comunicação e Ciências da Linguagem da Universidade de Newcastle, Inglaterra. Ele é mais conhecido por seu experimento chamado “Hole in the Wall” – Buraco na Parede – e amplamente citado em trabalhos sobre alfabetização e educação. É Chief Scientist, Emérito, no NIIT e também é o vencedor do Prêmio TED de 2013.

Se quiser construir sua escola na nuvem, acesse o cuboz.com. É rápido, fácil, gratuito e leva menos de 3 minutos.

😉

facebooktwittergoogle_plusredditlinkedinfacebooktwittergoogle_plusredditlinkedin

Como gravar vídeos?

Rá… claro que a gente ia começar com este assunto, né? Que dúvida…

Nós aqui do cuboz.com somos todos viciados em vídeos.

Quer coisa mais legal do que você fazer uma pesquisa, encontrar um texto gigantesco sobre o assunto, já começar a ficar triste e quando você menos espera, bem no meio da página tem um vídeo de 3 minutos explicando tudo?

É claro que você pode continuar postando seus artigos e montando suas aulas com textos, imagens e utilizar vídeos feitos por outras pessoas, mas se você estiver disposto, fazer seus próprios vídeos vai deixar sua Rede de Estudos “ninja”!

Eu mesma prefiro tanto vídeo que já nem faço pesquisa no Google, pesquiso direto no Youtube e só quando não encontro nenhum vídeo explicando o que quero saber, vou para o Google.

Mas por mais que a gente ame vídeos, não é todo mundo que sabe/consegue fazer.

Muita gente tem dúvidas sobre como começar, roteiro, equipamento…

Então, resolvemos fazer um post explicando tudo isso pra vocês, e (claro!) encontramos um vídeo de uma blogueira que explica tudo o que levaríamos umas mil palavras para descrever em um vídeo bem legal de 15 minutos.

Todos os links de sites e equipamentos que ela cita no vídeo, estão descritos logo aqui abaixo dele.

 

Câmera: Canon Rebel T5i

Lente: 18-55 mm

Editores de vídeo: Imovie (o que eu uso), Movie Maker, Adobe Premiere, Sony Vegas, Final Cut.

Iluminação: Soft Box (compre aqui)

Editores de foto: Iphoto e PicMonkey

Site de músicas: Dano SongJamendo e FreePlay Music.

Pra completar quero deixar uma dica que recebi de um amigo que tem uma produtora de vídeos.

Ele disse que ao contrário do que pensamos, aquelas câmeras de vídeo profissionais caríssimas, que são utilizadas em cinema e TV não são boas para gravar vídeos amadores. Isso porque elas precisam de iluminação excessiva, o que geralmente é muito difícil de se conseguir em ambientes fechados.

O melhor é utilizar filmadoras amadoras, pois elas já são projetadas pensando no fator “falta de iluminação”.  Se você não tiver uma câmera e for comprar, é melhor comprar uma câmera fotográfica do que uma filmadora, pois a qualidade da imagem é bem superior. A que a Nina cita no vídeo – Cannon Rebel Ti5 – é uma das mais usadas pelas pessoas que postam vídeos no Youtube. O problema das câmeras fotográficas é que elas são feitas para fotografia e por isso não gravam vídeos muito longos, então, se você for gravar vídeos mais longos, é melhor ter uma filmadora mesmo.

Mais uma dica é que às vezes a câmera do seu notebook pode ficar com qualidade melhor do que uma câmera normal dependendo do ambiente em que você está, se for um ambiente bem escuro por exemplo, as webcams funcionam melhor, pois geralmente são projetadas para trabalhar com pouquíssima luz.

Então muito cuidado, pois às vezes você investe uma quantia considerável para comprar uma câmera e se o ambiente for escuro a imagem pode ficar pior do que a webcam, que você já tem.

É isso aí, agora é só começar!…

😉

facebooktwittergoogle_plusredditlinkedinfacebooktwittergoogle_plusredditlinkedin

Olá, Cuboz Ninjas!

Estamos começando hoje este blog como mais uma ferramenta para ajudar você a melhorar sua Rede.

No cuboz.com  você encontra tudo o que precisa saber sobre o site e se precisar de ajuda, pode encontra-la no Help: help.cuboz.com.br

Mas então se tudo o que você precisa saber já está lá, pra que serve este blog?

No cuboz.com, você encontra todas as informações, ajuda e documentação necessárias para que você se torne um “Cuboz Expert”, mas é aqui no blog que vamos dar dicas para você virar um “Cuboz Ninja”!

Aqui você vai aprender como produzir conteúdo, gravar vídeos, fazer apostilas, apresentações, áudio e muitas outras dicas de coisas que você pode fazer que vão além do cuboz.com e que se forem utilizadas, farão de sua Rede uma rede de destaque que atrairá ainda mais membros.

Fique de olho aqui nesse “Ninja Guide” e  vire um “Cuboz Ninja”!

😉

facebooktwittergoogle_plusredditlinkedinfacebooktwittergoogle_plusredditlinkedin